-->

terça-feira, 9 de julho de 2013

Resenha: A probabilidade estatística do amor à primeira vista.

Título Original: The Statistical Probability of Love at First Sight
Autor: Jennifer E. Smith
ISBN: 978-85-01-09544-2
Páginas: 223
Ano: 2013
Editora: Galera Record
Sinopse: Com uma certa atmosfera de Um dia, mas voltado para o público jovem adulto, A probabilidade estatística do amor à primeira vista é uma história romântica, capaz de conquistar fãs de todas as idades. Quem imaginaria que quatro minutos poderiam mudar a vida de alguém? Mas é exatamente o que acontece com Hadley. Presa no aeroporto em Nova York, esperando outro voo depois de perder o seu, ela conhece Oliver. Um britânico fofo, que se senta a seu lado na viagem para Londres. Enquanto conversam sobre tudo, eles provam que o tempo é, sim, muito, muito relativo. Passada em apenas 24 horas, a história de Oliver e Hadley mostra que o amor, diferentemente das bagagens, jamais se extravia.

Nome longo para um livro curtinho. A probabilidade estatística do amor à primeira vista – chega perdi o fôlego. Sem mais brincadeirinhas vamos ao que interessa.

O livro basicamente de desenrola em um dia da vida de Hadley, são exatamente 24 horas de muitas coisas para amar. Tudo começa quando Hadley precisa viajar para ir ao casamento de seu pai com outra mulher, casamento esse que ela não queria ir. Ela então se atrasa, e por conta de 4 minutos de atraso e mais uma sequência de acontecimentos que só poderia ser bolada pelo destino, a vida dela toma um caminho diferente e inesperado.

“É tudo um show. Se o sentimento é verdadeiro, não precisa ficar mostrando para os outros. Tudo devia ser mais simples e ter um significado de verdade.”

Hadley não queria viajar, e além de estar sendo obrigada a ir ao casamento do pai que não vê a mais de um ano com uma mulher que ela nem conhece e brigar com a mãe, tudo parece estar dando errado para ela e por causa de apenas 4 minutos de atraso ela perde o voo e poderá chegar atrasada ao casamento. É então no aeroporto que ela conhece Oliver, um garoto que estará no mesmo voo que o seu, e que entrou em seu caminho para ficar.

Oliver e Hadley conversam bastante durante o voo, sobre tudo, e junto dele ela sente coisas inesperadas. Ele é bonito, divertido e fofo. O tipo de cara que te encanta logo nos primeiros minutos. 

“Era tudo culpa dele, e ainda assim o ódio que sentia era a pior forma possível de amor, era uma saudade que torturava, um sonho que fazia o coração doer dentro do peito. Não tinha como ignorar a sensação de que se tornaram duas peças de quebra-cabeças diferentes e nada no mundo podia fazê-los se encaixar novamente.”

Gostei bastante deste livro. Ele é divido em dois temas legais, a possibilidade do amor a primeira vista e os conflitos familiares. Apesar dos conflitos familiares, a probabilidade estatística é um livro leve, divertido e fofo, principalmente se tratando dos momentos do relacionamento entre Oliver e Hadley. Há risos e lágrimas. De leitura rápida, o livro prende o leitor a cada página, é descontraído apesar de mostrar também um relacionamento difícil entre pai e filha, pois mostra também uma parte legal compartilhada por eles.

Recomendo muitíssimo a leitura. São um pouco mais de 150 páginas, eu li em 3 dias pois estava estudando para provas. Vale a pena. Além de uma escrita legal, tem uma diagramação muito linda, colorida e simples. Os objetos da capa também tem ligação com a história, coisa que alguns livros tem deixado de lado. 100% aprovado.

Espero que tenham gostado da sugestão. Volto em breve com mais novidades. Beeeijoo queridinhos!! Até a próxima. Apaixone-se loucamente

“O amor é a coisa mais estranha e sem lógica do mundo.”

Fonte: Skoob

8 comentários:

  1. Oi Grazy, esse livro parece ser muito fofo, mas até agora não li nenhuma resenha que me deixasse empolgada o bastante para comprá-lo. Estou numa dieta de compras, rsrsrs, então só gasto com aqueles que são incríveis e maravilhosos.
    Vi que você gostou bastante e recomenda muitíssimo, vou levar isso em consideração.

    Beijos
    Caline - Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  2. Parece bem divertido e levinho de ler. Não faz muito o meu estilo, mas fiquei curiosa ^^
    boa semana
    ;*

    www.redbehavior.com

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Gostei da sua resenha!
    Também já li o livro e adorei, gostei muito da relação dela com o pai.
    Beijos

    cocacolaecupcake.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Li várias resenhas sobre esse livro e todas foram positivas. Tenho vontade de ler.

    Beijos
    www.procurei-em-sonhos.com

    ResponderExcluir
  5. Amei esse livro! Ele é mesmo curtinho, com um nome comprido, mas com um significado tão grande que me fez ficar pensando nos "e se" da minha vida por muito tempo.
    Beijos.
    babilorentz.com

    ResponderExcluir
  6. Parece exatamente o tipo que livro que estou procurando: leve, fofo e romântico. Vai pra minha lista do "Quero muito".

    Ótimo post flor!
    beijo grande

    ResponderExcluir
  7. Ah, eu achei esse livro uma graça! Não tinha nenhuma expectativa com ele e me surpreendi e muito. <3
    Um dos meus queridinhos. *-*

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  8. oiii

    sabe que morro de vontade de ler este livro! bom saber que ele é curtinho, quem sabe eu consigo encaixar nas minhas leituras^^

    megaa bjoo
    ;**

    ResponderExcluir

Comente! Mas por favor, não deixe de ler o post. Isso é muito importante.
Você pode deixar o endereço do blog, de preferencia da seguinte forma,
ex: meusantidotos (blogspot) ou meusantidotos (hospedagem), assim evitaremos que o blogger reconheça como spam.
Ficarei feliz em retribuir a visita. Volte sempre.
x.o.x.o