22 de novembro de 2018

Precisamos falar sobre filmes

Hey meus amores!! Estou super empolgada para conversar com vocês esses dias, e já que nos últimos meses não teve filmes do mês (sorry guys!), selecionei alguns filmes que eu assisti nos últimos meses e eu precisava falar com você, só porque vale muito a pena. Bora lá!? 

Eu queria falar sobre todos os filmes que eu assisti, porque todos foram ótimos, exceto um, mas não cabe tudo em um só post. 

#1. Deadpool 2
 Direção: David Leitch
Elenco: Ryan Reynolds, Josh Brolin, Morena Baccarin
Gêneros: Ação, Comédia , Aventura
Nacionalidade: EUA
Duração: 2h 00min
Sinopse: Quando o super soldado Cable (Josh Brolin) chega em uma missão para assassinar o jovem mutante Russel (Julian Dennison), o mercenário Deadpool (Ryan Reynolds) precisa aprender o que é ser herói de verdade para salvá-lo. Para isso, ele recruta seu velho amigo Colossus e forma o novo grupo X-Force, sempre com o apoio do fiel escudeiro Dopinder (Karan Soni).

Eu adoro esse filme. Amei o primeiro e as expectativas para a continuação estavam lá em cima. E devo dizer que não me decepcionou em nada. Nesta sequência Cable vem do futuro para matar Russel, uma criança que se torna um grande vilão no futuro e responsável pela morte da família de Cable. Deadpool precisa então encontrar uma maneira para que Cable não mate o menino e nem ele não se torne esse vilão. Porém nosso anti-herói é péssimo com planos, e pior ainda com as palavras, e o final não sai como ele esperava. 

Deadpool continua mais zoeiro do que nunca, com suas piadas amargas e intermináveis, suas caras, bocas e caretas imperdíveis mesmo por traz de uma máscara, o que deixa tudo ainda mais legal. É incrível a expressão corporal que Ryan Reynolds insere no personagem, ele é o ator perfeito para o papel. 

Nessa sequência são introduzidos novos personagens, o que dá um toque todo especial ao filme (inclusive um deles merece um filme solo, só acho). Wade passa por novas experiências que o fazem enxergar a si mesmo de uma maneira diferente, e mudar a ponto de agir um pouco mais como um herói. Os efeitos visuais estão ótimos bem a caráter do primeiro e já que a marca de Deadpool é o exagero, claro que ele estava presente, mas se não fosse assim não seria Deadpool e é isso que amamos nele. O filme é cheio de críticas em forma de piadas, e muitas referências ao mundo cinematográfico. É extremamente engraçado, até a abertura é cômica, e conseguiu dosar muito bem a comédia com a ação. O filme é ótimo, assistirei mais algumas vezes e super recomendo! Mas tirem as crianças da sala haha. Ah! E não esquece de assistir os pós créditos!


#2. Os Vingadores – Guerra Infinita

Criador(es): Joe Russo, Anthony Russo
Elenco: Robert Downey Jr., Chris Hemsworth, Mark Ruffalo
Gêneros: Aventura, Ação
Nacionalidade: EUA
Duração: 2h 36 min
Sinopse: Thanos (Josh Brolin) enfim chega à Terra, disposto a reunir as Joias do Infinito. Para enfrentá-lo, os Vingadores precisam unir forças com os Guardiões da Galáxia, ao mesmo tempo em que lidam com desavenças entre alguns de seus integrantes.

Eu gosto bastante dos filmes da Marvel. Nos últimos anos tem saído bastantes filmes de herói e eu assisti boa parte deles, e não poderia deixar de conferir o filme mais esperado do ano (mesmo que bem atrasada). Muita gente tentou me dar spoilers sobre este filme só de provocação, mas não estragaram a experiência. O filme é muito bom e tenso. Thanos aparece com tanto poder nessa sequência que acreditamos que ele não poderá ser vencido. 

Gostei bastante que alguns personagens retornaram com uma aparência mais madura. A produção também manteve um toque cômico no filme através de personagens como o homem-aranha, Thor (característica adquirida em seu segundo filme) e os personagens de Guardiões das Galáxias, apesar da tensão pré-filme e sem estraga-la. Senti muita falta de um personagem e não entendi porque ele não apareceu, mas acho que estou esquecendo de algum detalhe dos filmes anteriores. 

Quem acompanha o universo Marvel pelas HQ’s (não eu, meus amigos sim) gostou bastante deste filme e já tem várias teorias sobre o próximo filme, baseado inclusive em outros filmes já lançados. Todos os filmes desde Homem de Ferro até Homem Formiga estão interligados e elaborados para convergir neste ponto. Recomendo muito, e se você assistiu Os Vingadores anteriores mas não assistiu aos filmes solo dos heróis recomendo que assistam. 

Escrevendo sobre este filme não há como não lembrar do tão amado Stan Lee, sua perda é lastimável e que ele descanse em paz.

#3. A maldição da casa Winchester
 Criador(es): Michael Spierig, Peter Spierig
Elenco: Helen Mirren, Jason Clarke, Sarah Snook
Gêneros: Terror, Biografia
Nacionalidades: EUA, Austrália
Duração: 1h 40 min
Sinopse: Herdeira de uma empresa de armas de fogo, Sarah Winchester (Helen Mirren) está convicta de que é assombrada pelas almas mortas através do rifle da família Winchester. Após as repentinas mortes do marido e do filho, ela decide construir uma mansão para afastar os espíritos e ao avaliá-la o psiquiatra Eric Price (Jason Clarke) percebe que talvez sua obsessão não seja tão insana quanto parece.

Primeiro tirem da cabeça essa coisa que o filme tem alguma coisa a ver com Supernatural, não tem absolutamente nada a ver com Dean e Sam Winchester e é impressionante a quantidade de vezes que ouvi coisas do gênero, e fiquei chocada. A mansão Winchester realmente existe e está localizada em San Jose, Califórnia e hoje é local turístico na cidade. É possível encontrar várias informações sobre a mansão e sua história pela internet. 

O filme é baseado em história real e conta a história da casa em constante construção que a dona, a Sr. Winchester, acredita ser assombrada por fantasmas das pessoas mortas pelos rifles Winchester, o negócio da família. 

Eu adorei o filme, achei bem interessante e com aquela dose de suspense e tensão que amo. O filme é rodeado de mistérios que vamos descobrindo aos poucos. Recomendo. 

#4. Atração Obsessiva

Criador(es): David Chirchirillo
Elenco: Lili Simmons, Trent Haaga, Noureen DeWulf
Gêneros: Terror, Suspense, Romance
Nacionalidade: EUA
Duração: 1h 30min
Sinopse: Harris (Jack Cutmore-Scott) é um homem mulherengo e despreocupado que possui o costume de marcar encontros casuais por meio de aplicativos de relacionamento. Tudo vai bem, até que ele conhece Riley (Lili Simmons), uma mulher que manifesta um transtorno comportamental de obsessão e o persegue de maneira cada vez mais perigosa.

Você usa algum aplicativo de relacionamento? Depois desse filme que você excluirá todas as suas contas. 

Eu adoro filmes que me surpreendem, que faz você acreditar em algo e repentinamente desconstrói aquela ideia. E é isso que Atração Perigosa trouxe para mim, e por isso eu o amei. O cara (que eu não lembro o nome) é o típico garanhão, que toda noite dorme com uma mulher diferente sem apegos e no dia seguinte parte para outra. Tudo bem. Até ele conhecer uma garota em um aplicativo de relacionamento que começa a persegui-lo. A partir daí tudo começa a dar errado em sua vida e seu mundo virar de cabeça pra baixo, tudo por conta de uma garota. 

#5. Boneco do Mal

Criador(es): William Brent Bell
Elenco: Lauren Cohan, Rupert Evans, Ben Robson
Gênero: Terror
Nacionalidade: EUA
Duração: 1h 37 min
Sinopse: Greta (Lauren Cohan) é uma jovem americana que aceita um trabalho como babá em uma pequena vila inglesa. Porém, o garoto de 8 anos de quem ela tem que cuidar é, na verdade, um boneco de quem o casal cuida como se fosse um menino de verdade, como uma forma de lidarem com a morte do filho, ocorrida 20 anos antes. Após violar uma lista de regras do garoto, uma série de eventos inexplicáveis transformam a vida dela em um pesadelo.

Seguindo essa linha de surpresas, não posso deixar de recomendar o filme mais louco que assisti esse mês. Boneco do Mal está disponível na Netflix, assista e surpreenda-se como eu. O filme é cheio de mistérios e enigmas, e faz você duvidar de todas as coisas loucas que é mostrado nele. Mas no final tudo se encaixa perfeitamente e torna tudo muito interessante. Se precisasse dar uma nota, daria 9 pelo quanto me surpreendeu. Não daria um 10 porque o final deixou um pouco a desejar. Super recomendo. Você não pode terminar sua semana sem assistir esse filme. 

Quero muito uma continuação. Merece. 

#6. Psicose

Criador(es): Alfred Hitchcock
Elenco: Anthony Perkins, Janet Leigh, John Gavin
Gêneros: Suspense, Terror
Nacionalidade: EUA
Duração: 1h 49min
Sinopse: Marion Crane é uma secretária (Janet Leigh) que rouba 40 mil dólares da imobiliária onde trabalha para se casar e começar uma nova vida. Durante a fuga à carro, ela enfrenta uma forte tempestade, erra o caminho e chega em um velho hotel. O estabelecimento é administrado por um sujeito atencioso chamado Norman Bates (Anthony Perkins), que nutre um forte respeito e temor por sua mãe. Marion decide passar a noite no local, sem saber o perigo que a cerca.

Eu queria assistir Psicose já tem um tempo, sempre achei a história interessante mas sempre arrumava uma desculpa para deixar pra depois. Assisti Bates Motel, que é como se fosse um predecessor do filme, contanto a história de como Norman se tornou Norma em sua adolescência (vale a pena assistir a série também). 

Devo dizer que a história em si é bem inteligente e perspicaz, e para quem gosta de um bom suspense, psicose é um clássico que não pode deixar de ser assistido. Criado pelo tão aclamado Alfred Hitchcock, é a receita perfeita para um grande suspense. Assistir a este filme em preto e branco e com os recursos da época e notar sua genialidade é demais! Assista hoje! Assista agora! Já assistiu? Então você precisa assistir de novo.

Então meus amores, por hoje é só. E aí, o que acharam? Já assistiram algum dos títulos mencionados? Quero saber de tudo!
Continue Lendo...

21 de outubro de 2018

O dia da formatura!

Oie amores!!! Que saudade!! Demorei de aparecer não é!? Eu estava super empolgada, mas os últimos dois meses foram complicados. Eu tive que lidar com muita coisa, inclusive com meu gato que foi acidentado, foi uma correria muito grande e eu super preocupada, não pude pensar em muita coisa além disso. Ele perdeu parcialmente a movimentação e a sensibilidade de uma das patinhas dianteiras (lesão causada em uma de suas saideiras), mas já está sendo medicado, em um tratamento longo, espero que em breve ele esteja novinho em folha! 

Mas, depois de tanto tempo, vim trazer algumas das fotos da minha formatura. Prometi, vou cumprir. Selecionei algumas que mais gostei, foram muitas fotos!!! 

A celebração foi dividida em dois dias, sendo no primeiro dia o Culto Ecumênico e no segundo, a Colação de Grau. Em ambos os dias eu estava muito nervosa, mas muito feliz também. Chorei horrores (por essa eu não esperava) e sai com a cara inchada em muitas fotos. 

As fotos com o vestido Rosê são do dia do Culto. A celebração foi rápida e muito emocionante, e o local estava muito bem decorado. 

No dia da colação eu passei por vários momentos tensos, chorei horrores antes mesmo de sair de casa. A mulher da loja que eu aluguei o vestido fez a bainha do meu vestido, coisa que eu não pedi pra ela fazer, e o vestido estava no meio da canela, e eu odeio muito isso. Eu só vi o desastre na hora, quando vesti e vi a derrota comecei a chorar, já maquiada, e disse que não sairia daquele jeito. Foi um desespero e graças a Deus o mutirão de mulheres conseguiram desfazer a bainha sem danificar o vestido. Mas até lá eu já estava com muita raiva e tinha chorado muito. Hora de arrumar a maquiagem. 

Fora isso, e depois do estresse inicial, eu amei muito meu vestido, não queria sair dele nunca. 


Minha família não cumpriu o combinado, e saíram muito atrasados de casa. Resultado: não consegui tirar muitas fotos com eles, e as poucas que eu tirei não gostei. Mas com meus pais eu tirei várias fotos e pude escolher as melhores confortavelmente. Meus pais estavam muito felizes, e pude sentir o orgulho nos olhos deles. Tudo o que fiz, foi muito mais por eles. 


Foi um dos dias mais felizes da minha vida, e eu jamais vou esquecer. Realizei um sonho que não era só meu. Não queria que aquele dia acabasse jamais. Todos os meus amigos, que me acompanharam, que me apoiaram estavam lá me dando força, apoiando e gritando muito. Fui muito feliz e agradeço a cada um que esteve comigo não só nesse dia, mas em todo o trajeto. 


E eu fui oradora da turma gente, imagine só o nervoso pra falar no microfone, na frente de todo mundo!? No começo quase não saiu, estava muito nervosa, mas depois me tranquilizei e tudo saiu muito bem. 

Essa foi a saga dos dois dias mais corridos, mais loucos e mais felizes de 2018! Esse ano vai ser eternizado. O que acharam? Me conta!
Continue Lendo...

1 de setembro de 2018

Máscaras Skala: Óleo de Coco e Banana

Hello meu povo!! A louca vem aqui mais uma vez falar sobre produtos de cabelo porque já queria falar dessas duas máscaras divas tem muito tempo. 

Eu já usei três máscaras da Skala, depois que comprei a primeira não consegui mais parar e já quero fazer coleção. Conheci a marca através da máscara de maionese, terminei muito rápido com ela e então comprei a de Óleo de Coco, que se tornou minha preferida, até eu conhecer a de Banana. Hoje meu coração está dividido entre essas duas belezuras e vou falar um pouco de cada uma. 

Aspectos Gerais: Todas as máscaras da Skala contêm 1kg, o que é muito bom, pois dura bastante (nem tanto no meu caso). O preço dela vária entre R$5,00 e R$8,00, dependendo da região. 

Óleo de Coco 

Esta máscara se encaixa na etapa de nutrição e tem como nutriente principal o Óleo de coco. Vegana (#SkalaApaixonadaPorAnimais), não possui nenhum ingrediente de origem animal, e também não é testada em animais (Cruelty Free). E totalmente liberada, ou seja, livre de sulfatos, parabenos, petrolatos, silicones e óleo mineral. 

O que diz a embalagem? Nutre e hidrata profundamente os fios. Para cabelos secos e danificados. Pode ser usado em substituição ao condicionador tradicional, com ação de 3 min. Ou para um melhor resultado com touca térmica ou laminada por 15 min.

Composição: Aqua, Cetearyl Alcohol, Cetrimonium Chrolide, Shea Butter Cetyl Esters, Parfum, Methylchloroisothiazolinone (and) Methylisothiazolinone, Citric Acid, Panthenol, Cocos Nucifera Oil, Tocopheryl Acetate.

Minha opinião: É uma das máscaras que eu mais uso, na etapa de nutrição, como co-wash e como base para as receitinhas caseiras. E apesar de ser uma máscara baratinha, e muita gente acha que máscaras baratinhas não prestam, ela atende muito bem as minhas necessidades. Meu cabelo fica macio, leve e bem soltinho. Ela tem um cheirinho bem leve de coco, característico das máscaras com essa base, e eu adoro. Não é uma máscara muito consistente, ela é molinha, mas não “cai” dos fios, o cabelo absorve muito bem. Eu adoro. 

Bomba de Vitaminas - Banana 
Esta belezura também se encaixa na etapa de nutrição e tem como ativo principal a banana. Assim como a de Óleo de coco, é vegana e liberada. 

O que diz a embalagem? Indicada para todos os tipos de cabelo, contém banana, aloe vera, óleo de rícino e d-pantenol. Auxilia no crescimento, nutrição e brilho. A banana oferece força e brilho aos cabelos, a aloe vera nutri e hidrata, o óleo de rícino fortalece e auxilia no combate a queda, enquanto o d-pantenol fortalece e hidrata. Pode ser usado da mesma maneira que a máscara anterior com o bônus da embalagem trazer dicas para diferentes curvaturas do cabelo (amei!).

Composição: Aqua, Cetearyl Alcohol, Cetrimonium Chrolide, Shea Butter Cetyl Esters, Parfum, Ricinus Communis (Castor) Seed Oil, Methylchloroisothiazolinone (and) Methylisothiazolinone, Citric Acid, Panthenol, Aloe Barbadensis Extract, Musa Sapientum (Banana) Fruit Extract, Hexyl Cinnamal, Cl 19.140, Cl 15.985/16.185, Cl 42.090

Minha opinião: A mais usada do momento. Como ela tem ingredientes de hidratação e nutrição, eu utilizo mais na etapa de hidratação do meu cronograma capilar, pois acho que ela não nutre tanto e hidrata mais. Utilizo pura na etapa de hidratação, como co-wash, como pré-poo (ás vezes) e como base para receitas caseiras. É a minha preferida para usar com mel, deixando o cabelo muito hidratado e alinhado. 

Ela é muito cheirosa, de todas as máscaras da Skala que eu já usei é a que possui o cheiro mais intenso. É um cheiro doce que eu gosto muito e lembra banana da terra cozida, e o cheiro fica no cabelo por um bom tempo. As máscaras da marca não são famosas por sua consistência, mas a de banana é mais consistente do que a de Óleo de coco, apesar disso não me incomodar. É a melhor que eu usei até agora, me conquistou de verdade e nunca mais vou ficar sem. Inclusive quero usar o kit de Shampoo dessa linha. 

E então? Você já usou as máscaras citadas? Conhece a marca? Usa outras linhas? Me conta tudo!! Quero muito saber! 

Beeeijooooo!!!!! 
Continue Lendo...

23 de agosto de 2018

Shampoo Anti-Resíduos Umidi Hair


Hello amadinhas!! Como vocês estão? Hoje vamos falar de cabelos!? Ultimamente eu tenho absorvido tantas informações sobre o assunto, e tem algumas coisinhas que eu preciso compartilhar com vocês. E o assunto da vez é Shampoo Anti-Resíduos

O que é Shampoo Anti-Resíduos? 

É um shampoo de limpeza profunda, que como o nome sugere tem por objetivo eliminar os resíduos que ficam nos nossos cabelos, devido a tratamentos e as poluições do dia a dia. Promete limpar as impurezas que os shampoos tradicionais não limpam. Agem abrindo as cutículas dos fios e retirando as impurezas, permitindo que os próximos tratamentos ajam profundamente. 

Quando usar? 

Quando você sentir que seu cabelo está sem vida, sem balanço, sem brilho e que os tratamentos não estão fazendo efeito. Ou para pessoas com cabelos oleosos, pois ajuda no controle da oleosidade. É bastante utilizado nos salões de beleza antes de processos de alisamento, como as progressivas. 

Cuidados! 

O shampoo anti-resíduos tem alto poder detergente e pode ressecar os fios. Não é um shampoo de uso diário. Pode ser usado até uma vez na semana caso seu cabelo seja oleoso, a cada 15 dias para cabelos mistos e 1 vez no mês para cabelos secos. Lembrando de sempre observar as reações do seu cabelo ao shampoo escolhido e adequar a pausa entre uma lavagem ou outra de acordo essas reações. 

O shampoo anti-resíduos pode acelerar o processo de perda dos agentes de alisamento de alisamentos temporários como as progressivas e selagens. Ele não retira todo o alisamento em uma única lavagem, apenas acelera o processo de acordo o uso. Alisamento definitivo não corre riscos. Pode levar ao desbotamento da cor em cabelos tingidos. 

Excesso deste tipo de shampoo pode deixar o cabelo ressecado, com friz e fragilizado. 

Ps: Assim como os shampoos tradicionais, aplique o shampoo anti-resíduos somente na raiz, trazendo a espuma para o comprimento. Nunca aplique qualquer shampoo no seu comprimento e pontas, é um meio de preservá-las e deixa-las sempre mais bonitas. A espuma é suficiente para limpeza do comprimento. 

O que eu usei e o que diz a embalagem? 


Eu usei o Shampoo Anti-Resíduos Limpeza profunda e controle da oleosidade da Umidi Hair. Contém 500 ml. Na embalagem: 
Sua fórmula remove resíduos e outras substâncias do seu cabelo, dando-lhe uma experiência de limpeza profunda e controle da oleosidade. Ideal para usar antes de tratar o cabelo, preparando a cutícula. 
Modo de usar: Aplicar sobre os cabelos molhados e lavar ligeiramente a primeira vez a fim de remover os resíduos que se opõem a formação de espuma. Enxaguar e reaplicar o shampoo massageando o couro cabelo suavemente até que se forme uma espuma rica e cremosa. Enxaguar e condicionar a seguir. 
Composição: Aqua, Sodium Laureth Sulfate, Cocoamidopropylbetaine, Diethanolamine, Disodium Edta, Methylchloroisothiazolinone, lauryl Glucoside, Peg-150 Diesterate, menthol, Parfum, Poliquaternium7.  

Como eu fiz 

Utilizei como nas minhas lavagens habituais. Lavei duas vezes como indica a embalagem, retirei o excesso de água do cabelo e apliquei uma máscara de nutrição enluvando os fios (Usei a Máscara Concentrada Nutrição Poderosa da Niely Gold) e deixei agir por mais ou menos 5 minutos. Retirei a máscara, condicionei e após seco utilizei Óleo de Argan Umidi Hair nas pontas. 

Minha experiência 

Achei que o shampoo limpou muito bem e não deixou a raiz tão ressacado, mas com um aspecto mais leve e de fios mais soltos, sem oleosidade. Acredito que potencializou o efeito da máscara, que utilizo somente no comprimento e pontas, pois senti o cabelo com muito mais brilho e bem soltinho. O shampoo tem um cheirinho de ervas bem levinho. Gostei bastante do resultado e pretendo usar a cada 15 dias. Na minha cidade custou R$ 7,00 e acho que vai durar bastante. 

Eu indico sempre fazer uma hidratação potente ou nutrição (ou hidro-nutrição) após a aplicação.

E aí gostaram do post? Usa shampoo anti-resíduos? Me conta sua experiência!! Beeeijooo!!! 
Continue Lendo...

12 de agosto de 2018

Filmes do mês: Julho

Hello meu amores!! Como estão? Que saudades eu estava! Demorei um pouquinho para trazer os filmes do mês passado pois precisei viajar, não levei notebook e quando voltei ainda tinha mil coisas para fazer. Mas vamos lá que eu assisti algumas coisinhas legais em julho. Bora conferir!? 

#1. Um lugar silencioso 

Direção: John Krasinski
Elenco: Emily Blunt, John Krasinski, Millicent Simmonds.
Gêneros: Suspense, Terror
Nacionalidade: EUA
Duração: 1h 30min
Sinopse: Em uma fazenda dos Estados Unidos, uma família do meio-oeste é perseguida por uma entidade fantasmagórica assustadora. Para se protegerem, eles devem permanecer em silêncio absoluto, a qualquer custo, pois o perigo é ativado pela percepção do som. 


Dos 5 filmes que eu assisti em julho, acho que esse foi o melhor! Eu estava bem ansiosa por esse filme deste que assisti ao trailer, eu gostei bastante e não me decepcionou em nada (ok, talvez uma cena tenha me deixado triste demais). Imagine um mundo onde você não pode fazer absolutamente nenhum barulho, por menor que seja, ou você morre. Assim é Um lugar silencioso. Nele acompanhamos uma família com um casal e 3 filhos que vivem lado a lado de criaturas guiadas pelo som, sempre a espreita para caçar. Assim eles tem que se adaptar a um mundo onde não podem emitir sons, aprendendo línguas de sinais e vivendo a maior parte do tempo no subterrâneo. 

O filme é ótimo, tem uma linha de raciocínio lógico legal e um toque adequado de tensão. Os atores conseguem passar perfeitamente as emoções e amei a Emily neste filme. A única coisa que tem me incomodado em vários filmes é a falta de algumas explicações, neste caso, não se sabe muito sobre as criaturas. Mas fiquei vidrada em cada minuto e recomendo que todos assistam. 

#2. A morte de tá parabéns. 

Direção: Christopher Landon
Elenco: Jessica Rothe, Israel Broussard, Charles Aitken
Gêneros: Terror, Suspense
Nacionalidade: EUA
Duração: 1h 37 min
Sinopse: Tree (Jessica Rothe) é uma jovem estudante que trata mal os meninos, desdenha das amigas e não parece estar muito disposta a atender as ligações do pai no dia do aniversário dela. No fim do mesmo dia, no entanto, ela é brutalmente assassinada por um mascarado. Acontece que ela "sobrevive", ou melhor, acorda no mesmo e fatídico dia, numa espécie de looping macabro, que termina sempre com a morte da garota. Repetir, seguidamente, o mesmo dia, por outro lado, dá a Tree a chance de investigar quem a está querendo morta e o porquê. 


Eu gosto bastante de filmes de terror, mas encarei A morte te dá parabéns como um filme de comédia. Isso porque as maneiras como a personagens principal morre e como ela encara isso chega a ser engraçado (ou eu tenho um senhor de humor meio negro). A Jessica Rothe também colabora para que o filme mais cômico que um terror propriamente dito, e isso me vez gostar mais ainda do filme, apesar de no momento estar procurando por algo mais assustador e ter assistido na expectativa de ser um terror. Eu gostei bastante do filme, e apesar da temática, não é um filme pesado. Recomendadíssimo. 

#3. Meu Romance Perfeito 

Direção: Justin G. Dick
Elenco: Christopher Russell, Jodie Sweetin, Kimberly-Sue Murray, Lauren Holly, Morgan Fairchild
Gênero: Romance
Duração: 88 min
Sinopse: O recém-nomeado CEO da Robinson Tech, Wes Robinson, está à procura de novas ideias para impulsionar as vendas da empresa. Vivian Blair, uma desenvolvedora de programas, compartilha um algoritmo de namoro que ela vem trabalhando chamado My Perfect Match. Wes vê potencial e uma oportunidade para a empresa em lançar o serviço. Quando os dois são desafiados a usar o My Perfect Match para encontrar o amor o algoritmo mostra alguns resultados interessantes. 


Um romance perfeito é um filminho bem sessão da tarde, mas eu gostei. Romance bem clichê e divertido. Não tenho muito a dizer. Ideal para uma tarde sem expectativas para relaxar e comer pipoca. 

#4. A Chefa 

Direção: Ben Falcone
Elenco: Melissa McCarthy, Kristen Bell, Peter Dinklage
Gênero: Comédia
Nacionalidade: EUA
Duração: 1h 19min
Sinopse: Michelle Darnell (Melissa McCarthy) é uma poderosa industrial que é enviada para a cadeia após ser pega por traição, negociando informações confidenciais do mercado em troca de lucro. Quando ela volta pronta se reerguer como a queridinha dos Estados Unidos, nem todo mundo que foi enganado e prejudicado está pronto para perdoar e esquecer seus atos. 


Filme super divertido com duas atrizes lindas e loucas! Não vou mentir, minhas expectativas estavam bem baixas em relação a este filme, mesmo assim, em um momento de tédio as boinas vermelhas me chamaram a atenção e resolvi assistir. Gostei bastante e ri de doer a barriga em algumas cenas. É divertido e até traz uma pequena lição. Recomendo despretensiosamente. 

#5. Próxima parada: Apocalipse 

Direção: David M. Rosenthal
Elenco: Theo James, Forest Whitaker, Kat Graham
Gêneros: Suspense, Ação
Nacionalidade: EUA
Duração: 1h 53min
Sinopse: No meio do caos de um misterioso apocalipse, Will (Theo James) tenta atravessar os Estados Unidos para reencontrar sua namorada Samantha (Kat Graham), que está grávida, junto de seu futuro sogro (Forest Whitaker). 


Eu gostei bastante deste filme, e achei bem diferente e interessante. Porém me decepcionei muito com o final, na verdade, acho que não teve final. Os créditos subiram e eu fiquei: “what?”. A proposta é bem interessante, os atores escalados foram bem escolhidos e o filme faz sentido, exceto pelo final que me incomodou bastante. Recomendo a quem não assistiu, para que tire suas proprias conclusão. Em termos de aventura, ação, drama e suspense, ele está de parabéns!

Esses foram os filmes que eu assisti em Julho, e foi um mês bem corrido. Já assistiram algum? Me conta aí o que achou! Beeijo e até logo!!
Continue Lendo...

30 de julho de 2018

Mais que amigos - Lauren Layne

Autora: Lauren Layne
ISBN-13: 9788584391073
Ano: 2018
Páginas: 224
Gênero: Chick-lit, romance
Editora: Paralela
Sinopse: Será que vale a pena arriscar uma grande amizade em troca de um amor inesquecível?
Aos vinte e dois anos, a jovem Parker Blanton leva a vida que sempre sonhou. Tem um namorado inteligente e responsável, um emprego promissor e a companhia de seu melhor amigo, Ben Olsen, com quem divide um lindo apartamento.
Parker e Ben são tão grudados que muita gente duvida que eles morem sob o mesmo teto sem nunca ter vivido um caso, mas eles não se importam com o que as pessoas pensam. Sabem que não foram feitos um para o outro — pelo menos não para se envolver.
Por isso, quando um acontecimento inesperado faz com que Parker se veja sem namorado e com o coração partido, ela sabe que pode contar com Ben para ajudá-la a sacudir a poeira e partir para outra. Afinal, ninguém seria mais ideal do que seu melhor amigo para lhe mostrar os prazeres da vida de solteiro… certo?
Mais que amigos é uma comédia romântica irresistível! 


Hello amorzinhos!! Eu estava em uma ressaca literária de dar medo, vocês devem ter notado pela falta de postagens sobre livros por aqui. E aí eu li um livro que me tirou dela, mas não, não foi Mais que amigos, porém não resisti e vim falar sobre ele primeiro. 

Estou completamente apaixonada por esse livro! Li várias resenhas boas sobre ele e fiquei super curiosa, mas foi uma resenha negativa que me fez passá-lo na frente de todos os outros. Queria muito tirar a prova e devo dizer: Não me arrependo. E concordo em partes com todas as resenhas. 

O livro é recheado de clichês? Sim! Mas isso não me incomoda. Eu gosto de clichês. A história é bem comum, como muitas por aí: dois melhores amigos que após anos de convivência se apaixonam e tem medo que esse sentimento estrague a amizade. E o sentimento é mais forte (do meu ponto de vista eles sempre estiveram apaixonados). 

O livro explora a relação de Ben e Parker antes, durante e depois da amizade colorida. Eles se conheceram na faculdade e desde então são melhores amigos, e até decidiram morar juntos. Todo mundo acredita que em algum momento do percurso eles já ficaram, afinal é impossível um homem e uma mulher serem amigos, morarem juntos e nunca terem ficado. Mas para Ben e Parker isso não era verdade. Até o dia em que as coisas desandam na vida de Parker e ela se vê solteira novamente.

Ela agora decide viver a vida como Ben e pede ajuda a seu melhor amigo para se jogar na balada e conhecer caras novos. Porém Parker não sabe ser solteira, muito menos se envolver com alguém sem sentimentos. É aí que as coisas começam a caminhar para um lugar bem diferente do que Parker planejou. 

Garotos e garotas não conseguem ser só amigos. Ou pelo menos não melhores amigos. As coisas acabam se complicando.

Gostei bastante de como o livro é estruturado, com os capítulos divididos na visão de Ben e Parker alternadamente, o que o torna mais interessante. Não retrata a mesma cena na visão de cada um, seguindo sempre em frente e a leitura flui sem ser cansativa. Gostei um pouco mais dos capítulos de Ben, ele é muito sincero e divertido e sua cabeça é muito interessante. 

Adorei ambos os personagens e me identifiquei com a Parker em muitos pontos (menos na parte de gostar de lavar roupas). Ela pensa demais, gosta de estabilidade, gosta de relacionamentos sérios, é divertida e péssima procurando caras na balada. Ben, por outro lado, é o típico solteirão convicto e mulherengo, mas tem um grande coração e é sempre muito protetor. Eles de fato são melhores amigos, mas escondem até de si mesmos que são apaixonados. Eles se divertem muito juntos, são confidentes e brigam demais. São um casal e nem notam. 

Quero seguir em frente mais do que qualquer um, pode acreditar. Virar a página de verdade. Não posso ser uma daquelas mulheres que aos quarenta e cinco anos carrega a bagagem emocional dos vinte e poucos. Mas, tipo, não existe um manual de instruções para coisa. 

Os personagens secundários, apesar de desinteressantes tem certa importância na história, mas foram pouco explorados. Adorei a mãe da Parker, com seus conselhos não tão convencionais e de sua relação com Ben. 

Adorei a leitura e li bem rápido, fluiu facilmente, é leve e divertido. Em alguns momentos queria bater nos personagens para ver se acordavam. E era divertido ler o que pensavam um do outro sabendo que estavam completamente errados, e muito lindo o quanto se importavam um com o outro. A capa é bem linda e combina bem com o livro. 

Recomendo sim! Pela leitura leve e descontraída, pelo clichê, pelo romance. Mas acredito e defendo com unhas e dentes que homens e mulheres podem sim ser amigos sem ter um relacionamento romântico.

E aí já leu este livro? Tem interesse? Me conta tudinho aí! Beeeijoooo!!!! 
Continue Lendo...

Atualizações do Instagram